segunda-feira, 5 de junho de 2017

Morre Frederik Leboyer




Na semana passada morreu o grande idealizador do parto humanizado, que defendia o "direito" dos bebês ao nascerem, que mostrou ao mundo a importância de um nascimento feito com respeito e amor, que acreditava na mulher e em todo seu poder para parir. Este merece uma grande homenagem!



          Compartilho com vocês um belo texto da jornalista Kalu Brum. "Dia 25 de maio morreu Frederick Leboyer, com quase um século de vida. Não vi noticiado em lugar algum, o que demonstra que temos muito trabalho a fazer. Esse obstetra francês, nascido na primeira década do século passado, foi o pioneiro a olhar para os bebês e para todas as mazelas a que eram (e ainda são 😞) submetidos em suas chegadas (tapa no bumbum, ficar de ponta cabeça, corte precoce do cordão, esfregar, passar sonda). Seu livro "Nascer Sorrindo" é pura poesia. Conta o nascimento pelo ponto de vista do bebê.           Ele descreve as sensações de um parto respeitoso e outro bastante violento, sendo o protagonista, o bebê. Imaginar as dores e os desrespeitos sentidos toca a alma. Impossível não sentir as dores desse bebê que eu fui: arrancado em uma cesárea, separado da minha mãe. 

          Impossível não desejar um nascimento ameno, sem esfregar, sem corte prematuro do cordão, com respeito ao tempo do nascer. Com esse bailar poético, pude dar um nascimento em que meu filho pudesse "Nascer Sorrindo". "A criança não se engana. 

          A criança sabe de tudo. Sente tudo. Vê até o fundo do coração. O recém-nascido é como um espelho. Reflete sua imagem. Depende de vocês não fazê-lo chorar." (Texto completo no facebook da Mãezona) @maezonanoinsta - 
#instamae #maesamigas #maesreais #parto #partohumanizado#partonormal #vidademae #maes #maezona #bebes #paisefilhos #amor #humanizacao