segunda-feira, 19 de junho de 2017

Conheça a Estratégia QUALINEO


       Secretarias de saúde de 10 estados prioritários do Norte e Nordeste foram apresentadas nesta quarta-feira (24/05) à Estratégia Qualineo, criada pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenação-Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno (CGSCAM/DAPES/SAS), para reduzir as taxas de mortalidade neonatal (até 28 dias de vida) e qualificar a atenção ao recém-nascido nas maternidades. Os estados foram escolhidos por concentrarem as maiores taxas de mortalidade neonatal do país. São eles Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí, Roraima e Sergipe. O Ceará também faz parte do grupo, mas foi escolhido por ser um centro de referência da Rede Cegonha.   

          A Estratégia Qualineo reúne as principais ações desenvolvidas pelo Ministério da Saúde para garantir ao recém-nascido o melhor início de vida e que hoje são ofertadas e acompanhadas de maneira isolada, como é o caso da Iniciativa Hospital Amigo da Criança, qualificação e habilitação de leitos neonatais, Atenção Humanizada ao Recém-Nascido de Baixo Peso (Método Canguru), Bancos de Leite Humano, Reanimação Neonatal e Transporte Neonatal. Com o Qualineo, o Ministério da Saúde pretende focar no recém-nascido como forma de dar continuidade à qualificação perinatal iniciada com a Rede Cegonha, que permitiu a melhoria da atenção à mulher desde o planejamento reprodutivo até a gestação, parto e pós-parto. 
         Foi realizada uma videoconferência pela CGSCAM para pactuação da estratégia com as secretarias de saúde dos estados e capitais envolvidos. Entre junho e agosto, as equipes formadas pela CGSCAM irão pessoalmente aos territórios para assinatura dos termos de compromissos, realização de oficinas de qualificação da atenção neonatal e elaboração dos planos de ação.  
         Em cada estado foram selecionadas três maternidades que receberão a estratégia neste primeiro momento e a replicarão posteriormente nos demais serviços. A seleção das maternidades levou em conta critérios como ser referência no Método Canguru, ou ser hospital de ensino ou ser a maternidade que concentra o maior número de óbitos neonatais absolutos do estado. 

         A previsão é concluir a qualificação das maternidades prioritárias na estratégia do Qualineo em 24 meses. Por meio do monitoramento de indicadores assistenciais, os serviços que apresentarem melhoria da atenção neonatal receberão um selo de certificação que os tornará aptos a matriciar a qualificação em outros estabelecimentos.

Texto de Cristiane Madeira Ximenes
Fonte: http://portalsaude.saude.gov.br/